De volta à vida

No post passado escrevi sobre a solidariedade, e entendi que fica praticamente impossível não perceber as manifestações sinceras na minha direção. Faço o possível para não ficar fazendo variações sobre o mesmo tema, mas vocês bem sabem que a motivação deste blog, veio exatamente pelo desejo de registrar as minhas experiências e repassa-lãs para quem ainda esta meio perdido ( como fiquei no inicio).
Pois bem, sábado passado, pude perceber o quanto as pessoas que torcem pela minha melhora, sao sinceras. Fui a festa de um amigo querido, e com isso tive muitos ganhos: deixa-lo feliz, registrar a alegria das pessoas por me ver toda animada e também perceber que estou mais auto confiante, agora tenho vontade de sair para restaurantes, cinema, acredito que mandei os fantasmas para o porão e estou rompendo as amarras. Me sinto mais eu, agora revigorada, com mais forca.

Como a solidariedade continua em pauta para mim,, tomo a liberdade de postar aqui uma linda e emocionante declaração de amizade que recebi do amigo Chrystian:

A maior alegria da minha vida
Postado no dia 04 de set às 14h30.

Nenhum convidado que esteve no Olimpo, sábado que passou, fez maior esforço para estar ali.
Nenhum, talvez, fosse, depois de tudo o que passou, para uma festa tão grande, tanta gente, olhares infindos.
Quando soube, aliás, que Vânia Marinho não iria, pela primeira vez na vida, em tantos anos, caí no choro. Chorei um Rio de Janeiro, quietinho, em prece, no meu canto.
Ela soube, chorou junto, resolveu ir.
E foi.
Vânia é minha amiga faz, sei lá, vinte anos.
Foi, com o filho Ramón, nossos padrinhos de casamento.
É da minha casa, eu da dela.
É do meu coração, eu do dela.
Mas sei de todas as dificuldades de tê-la ali, ainda sem andar direito, sem segurança no pisar, precisando de abraços e auxílios todos diante da doença que lhe chegou sem pudores no ano passado e que Vânia, bravamente, como mulher guerreira e pisciana, vence a cada dia.
Ainda com o abraço, lindo, de dois filhos amados, que na festa serviram de apoio e ternura para Vânia estar ali.
Nos vimos, apenas, na sua saída e passamos vinte minutos, sei lá, juntinhos.
Muitos vieram falar com ela, outros ela chamou pelo nome para dois beijinhos.
Foram momentos para guardar, eternamente, no coração… um presente de Deus, um abraço que, tenho certeza… somente eu conseguiria.
Eu, Rio nos fez imensamente felizes: eu, Vânia e um punhado de gente que ali estava, a jogar boas vibrações para uma das maiores e melhores jornalistas da história do Rio Grande do Norte!

Por Chrystian de Saboya

Anúncios

4 opiniões sobre “De volta à vida

  1. Fiquei feliz em vê-la nas fotos de Chrystian animada e festeira. Ando meio, digamos, com “preguiça” das festas, embora, a de Chrystian não tenha ido pelo eterno compromissos de Barto com os plantões. Vamos marcar para sair, tomar o chá das 5h e olhar as pessoas. Nada mais interessante do que observar os transeuntes e imaginar o que pensam e fazem. Também gosto de olhar a moda das ruas e dela tirar lições. A rua é um laboratório fantástico e celeiro de boas ideias.
    Mayara está de volta a casa materna.agora voando helicóptero. Sucesso pra ela e coração apertado na mãe.
    Enfim, a vida segue e a gente se vê!
    Beijão amiga.

    • Fiquei feliz em saber notícias suas. Vamos então marcar um café ou chá no final da tarde em Petrópolis. Que bom que mayara esta de volta. Imagino o seu coração apertado. Mas afinal não é so ela que corre riscos, todos nos somos frágeis diante da vida.
      Beijos grandes. Saudades
      Vania

      Enviado via iPad

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s